Inhapi Informes - Portal de notícias de Inhapi, Sertão de Alagoas

MENU
Logo
Sexta, 03 de dezembro de 2021

Cultura

Promotoria apura responsabilidade da prefeitura sobre reforma de igreja em Água Branca

Pároco do município também faz parte de procedimento instaurado pelo Ministério Público

Imagem de capa
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

O Ministério Público do Estado de Alagoas (MPAL) instaurou, nesta quarta-feira (3), a notícia de fato nº 01.2021.00003766-5 para apurar a denúncia de que a igreja matriz do município de Água Branca, que está em processo de tombamento pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), estaria sendo reformada sem seguir as regras estabelecidas em lei. O promotor de Justiça Rômulo Crasto já notificou a prefeitura e a paróquia, requisitando informações sobre as obras.
Em seu despacho, Rômulo Crasto explicou que a denúncia foi protocolada pelo advogado Michel Sandes, que solicitou ao Ministério Público providências a respeito da reforma da Igreja Nossa Senhora do Rosário, que está sendo realizada sem responsável técnico e sem licença da Prefeitura Municipal de Água Branca’.
Com base nisso, o promotor enviou ofício ao chefe do Poder Executivo e ao padre responsável pelo templo, dando prazo de 10 dias para que eles repassem informações sobre os serviços que estão sendo realizados naquele imóvel.
“Também requisitamos que medidas sejam adotadas no sentindo de regularizar a situação, bem como que informem sobre a fiscalização e controle da obra que está em processo de tombamento federal”, acrescentou o promotor de Justiça.
Rômulo Crasto ainda reforçou que o próprio Iphan de Alagoas expediu recomendação para que houvesse a paralisação dos trabalhos. O processo nº 01403.000401/2021-22 foi encaminhado à paróquia.

Fonte/Créditos: Correio Notícia / Jota Silva

Créditos (Imagem de capa): Cortesia ao Correio Notícia

Comentários: