Inhapi Informes - Portal de notícias de Inhapi, Sertão de Alagoas

MENU
Logo
Quinta, 29 de julho de 2021

Política

CPI da Covid aciona STF após diretora da Precisa se calar

Luiz Fux conversou com senadores e afirmou que Emanuela Medrades só não precisa falar em questões que a incriminem

Imagem de capa
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

O presidente da CPI da Covid, senador Omar Aziz (PSD-AM), acionou o STF (Supremo Tribunal Federal) nesta terça-feira (13) para pedir esclarecimentos sobre o habeas corpus concedido para a diretora técnica da Precisa Medicamentos, Emanuela Medrades.

O depoimento de Emanuela teve início na manhã desta quarta-feira (13). Durante a sessão, a diretora técnica se recusou a responder toda as perguntas que lhe foram endereçadas, como por exemplo o cargo que exercia na empresa. 

O comportamento gerou reação da presidência da CPI, que acionou o STF para entender até que ponto Emanuela pode ficar em silêncio e se está praticando crimes como falso testemunho ou desobediência. O documento, assinado por Aziz, foi encaminhado para o ministro Luiz Fux.

De acordo com fontes, o presidente da Suprema Corte conversou com os senadores da CPI por telefone no início desta tarde para reiterar que a depoente só não precisa falar após perguntas que a incriminem, mas deve responder sobre as demais questões.

Precisa Medicamentos intermediou um contrato de R$ 1,6 bilhão do Ministério da Saúde para a compra da vacina Covaxin - o imunizante mais caro negociado pelo governo. Após a denúncia de possíveis irregularidades, o contrato foi suspenso.

Fonte/Créditos: Agência Brasil / Karine Melo - Repórter da Agência Brasil - Brasília

Créditos (Imagem de capa): MARCOS OLIVEIRA/AGÊNCIA SENADO

Comentários: