Inhapi Informes - Portal de notícias de Inhapi, Sertão de Alagoas

MENU
Logo
Sexta, 03 de dezembro de 2021

Cidades

Caminhoneiros de Inhapi sequestrados no estado de São Paulo são localizados e estão bem

Edmilson e “Manezinho” fizeram contato com familiares através de videochamada logo que foram liberados de cativeiro

Imagem de capa
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

Foram localizados os dois caminhoneiros de Inhapi que desapareceram na tarde da última sexta-feira (19), no estado de São Paulo. Eles tinham sido sequestrados e foram liberados do cativeiro logo após a repercussão do desaparecimento realizada pelo Correio Notícia.
Edmilson e “Manezinho” entraram em contato com os familiares através de vide chamada. Eles estão bem, apesar do momento de terror que passaram. Os familiares não deram detalhes sobre o sequestro que os dois sofreram.

Eles tinham perdido contato com os familiares no entorno do município de Caieiras, no estado de São Paulo. Os dois estavam juntos em um
caminhão Scania G 420 A4x2, de cor branca e placa NSP – 4D97/Inhapi - AL. Como de costume, Edmilson gostava de ligar rotineiramente para a
esposa em Inhapi para informar sobre o paradeiro.
Por volta do meio-dia da última sexta-feira ele fez contato com a esposa, informando que estava aguardando uma nota fiscal do carregamento e que
tudo transcorria bem. Pouco tempo após o contato, a mulher percebeu que foi feito um Pix da conta do esposo para uma pessoa desconhecida.

Em um novo contato com o marido, ela notou que ele estava com comportamento estranho, dando a entender que estava rendido por alguém. Esse foi o último contato do caminhoneiro com a família. 

Depois foram feitas novas transferências via Pix da conta de Edmilson para outras contas bancárias, com nomes de titulares diferentes. Conforme   familiares, foi retirado todo o dinheiro que havia na conta, inclusive o limite.
O caminhão é rastreado e o monitoramento indica que está no Paraguai.

Fonte/Créditos: Correio Notícia / Jota Silva

Créditos (Imagem de capa): Reprodução/Rede social

Comentários: