Inhapi Informes - Portal de notícias de Inhapi, Sertão de Alagoas

MENU
Logo
Terça, 28 de setembro de 2021

São Paulo

São Paulo abre vantagem, e Fortaleza busca empate nos acréscimos no Morumbi

Rigoni marca dois no segundo tempo, mas falha de Volpi e gol de Romarinho deixam Leão do Pici vivo na disputa por vaga nas semifinais

Imagem de capa
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

Tudo igual

São Paulo abriu vantagem, mas o Fortaleza buscou nos acréscimos o empate por 2 a 2 no jogo de ida das quartas de final da Copa do Brasil, na noite desta quarta-feira, no Morumbi. O Tricolor saiu em vantagem com dois gols do decisivo Rigoni – sempre ele – mas uma falha feia do goleiro Tiago Volpi deu início à reação do Leão, que marcou com Yago Pikachu e buscou a igualdade no fim, com Romarinho, em gols que deixam o confronto aberto para a volta, na Arena Castelão. Em um jogo com boas chances dos dois lados, Juan Pablo Vojvoda manteve a invencibilidade contra Hernán Crespo no duelo de técnicos argentinos – nos únicos dois encontros até esta quarta, duas vitórias do atual comandante do Fortaleza.

Como fica?

Fortaleza e São Paulo fazem o jogo de volta das quartas de final apenas em 15 de setembro, às 21h30 (de Brasília), na Arena Castelão. Os dois precisam de uma vitória simples para avançar. Qualquer empate leva a decisão para os pênaltis.

Rigoni decide, mas...

Quando o argentino vai bem, o São Paulo normalmente consegue bons resultados. Com os dois gols desta quarta, Rigoni virou artilheiro da Copa do Brasil, com cinco gols, ao lado de Rossi (Bahia), mas viu sua equipe sofrer o empate. Coincidentemente, depois que ele foi substituído por Luciano, ainda com 2 a 0 no placar.

Olha o Romarinho!

atacante do Fortaleza foi o responsável pelo gol que decretou o empate no Morumbi e mais uma narração "Olha o Romarinho" de Cléber Machado na TV Globo. O narrador havia eternizado a expressão em 2012, quando outro Romarinho, do Corinthians, fez um gol contra o Boca Juniors na final da Libertadores.

Primeiro tempo

O duelo começou com pressão do Fortaleza na saída de bola do São Paulo – e chances criadas a partir das roubadas de bola. Na melhor oportunidade, Wellington Paulista acertou a trave. Aos poucos, o Tricolor se recuperou e contou com Benítez, titular novamente após 20 dias fora. O meia teve ótimo passe para Daniel Alves na área, mas o camisa 10 desperdiçou a oportunidade. Pouco antes, Rigoni também havia perdido gol sozinho, de frente para Marcelo Boeck. Do outro lado, o Fortaleza chegou novamente com Felipe, após passe de Éderson para trás. O jogo franco foi ficando travado e tenso na reta final, com um princípio de discussão entre Wellington Paulista e Reinaldo.

Segundo tempo

O jogo ficou mais movimentado, com o São Paulo tentando se impor e contando com o fator decisivo de Rigoni. O argentino fez a diferença ao ser eficiente nos dois bons lances que teve: aos 23 minutos, recebeu lançamento de Reinaldo, tirou da marcação e bateu no cantinho de Marcelo Boeck. Aos 33, aproveitou ótimo passe de Liziero após roubada de bola e finalizou bem novamente. Com 2 a 0 a favor, Rigoni deu lugar a Luciano, e o Tricolor parecia caminhar para a vitória tranquila. Até que Tiago Volpi falhou, Yago Pikachu não desperdiçou, e o Fortaleza voltou a ter esperanças. A pressão no fim deu resultado: Romarinho aproveitou cruzamento da direita, chegou antes de Miranda e decretou o doce empate aos cearenses. E amargo aos paulistas.

"Esse olho aí já é caído"

Reinaldo e Wellington Paulista tiveram alguns entreveros durante o jogo. No segundo tempo, o atacante do Fortaleza protagonizou discussão inusitada ao rebater reclamação do lateral do São Paulo por uma cotovelada. O culpado? O olho de Reinaldo.

 

Fonte/Créditos: Ge

Créditos (Imagem de capa): Marcos Ribolli

Comentários: