Ex-prefeito fala sobre sumiço de chaves e afirma que entregou veículos em perfeito estado

Elisson Medeiros (PSD), que assumiu a prefeitura de Monteirópolis em outubro e terminou o mandato em dezembro, disse que mandou fazer cópias das chaves perdidas do veículo Amarok


O ex-prefeito de Monteirópolis Elisson Medeiros (PSD), que assumiu o mandato em outubro, após o afastamento do tio dele, o prefeito Elmo Medeiros (PMDB), enviou uma nota ao Correio Notícia, por meio de sua assessoria de imprensa, na qual afirma que entregou todos os veículos à atual administração da cidade em perfeito estado.

Ele também explica a situação do veículo Amarok que, segundo a assessoria do atual prefeito Maílson Mendonça (PR), foi recebido sem as chaves, conforme o Correio Notícia divulgou nesta quarta-feira (11).

De acordo com o ex-prefeito Elisson Medeiros, apenas no último dia de mandato, 31 de dezembro, ele foi informado por um dos motoristas de que as chaves da caminhonete modelo Amarok não estariam em posse do funcionário.

“Diante disso, Elisson afirma que procurou uma empresa autorizada no município de Olho D’água das Flores e solicitou que fossem feitas as devidas cópias. No entanto, o funcionário da empresa disse que o serviço só estaria concluído no outro dia, que seria, no caso, dia 01 de janeiro, data da posse no novo prefeito”, informou a nota da assessoria do ex-prefeito.

Confira abaixo, na íntegra, a nota enviada pela assessoria do ex-prefeito Elisson Medeiros.

Elisson Medeiros conta como procedeu com relação à entrega dos veículos em Monteirópolis

“Todos os carros utilizados durante a nossa gestão foram entregues em perfeito estado”, garante o ex-prefeito

O ex-prefeito de Monteirópolis, Elisson Medeiros, considerou importante prestar esclarecimentos sobre a informação referente à questão de um dos veículos de propriedade do município ter sido entregue à atual gestão sem as chaves.

Medeiros conta que, no último dia de sua administração (31/12/2016), todos os carros da prefeitura que estavam sob a responsabilidade de sua gestão foram entregues em perfeito estado. O que aconteceu foi que, no dia 31, o mesmo foi informado por um dos motoristas de que as chaves da caminhonete de modelo Amarok não estariam em posse do funcionário.

Diante disso, Elisson afirma que procurou uma empresa autorizada no município de Olho D’água das Flores e solicitou que fossem feitas as devidas cópias. No entanto, o funcionário da empresa disse que o serviço só estaria concluído no outro dia, que seria, no caso, dia 01 de janeiro, data da posse no novo prefeito.

Então, Elisson garante que procurou o hoje secretário de Administração, Danilo Izidoro, e o advogado Eudes Maia, que faziam parte da equipe de transição, para informar o ocorrido e as providências que já teriam sido tomadas.

O sumiço das Chaves

“Não coloco culpa na perca dessas chaves no motorista porque acredito que isso pode acontecer com qualquer um. Nem muito menos acredito que isso tem sido feito de má fé. Esse seria um problema mínimo que teria como resolver sem alardes. Tanto é que comuniquei ao pessoal da transição e disse que entregaria assim que o rapaz da empresa me ligasse informando que as chaves estivessem prontas”, disse Elisson.

Contudo, o ex-prefeito informou que, ao se dirigir à sede da empresa, em Olho D’água das Flores, o responsável pelas cópias teria dito que o irmão do secretário de Transportes de Monteirópolis já teria ido pegar o carro, mesmo sabendo que o serviço ainda estava para ser concluído.

A entrega do veículo

“O rapaz da empresa disse que tentou me ligar e não conseguiu e entregou o veículo ao irmão do secretário, pois, sabia que como se trata de um município pequeno onde todos se conhecem, confiou. Ele me disse ainda que perguntaram se eu já tinha feito o pagamento do serviço. Mas, não tinha como eu ter pago por um serviço que ainda não tinha sido feito. O pagamento seria efetuado quando fosse pegar o carro”, explica.

Medeiros destaca que, mesmo após os fatos, voltou a procurar a equipe do atual governo para deixar claro que iria fazer a entrega do veículo, contudo, como o carro foi retirado sem sua autorização, a responsabilidade seria, a partir daquele momento, de quem foi pegar o carro e consequentemente, da atual administração.

“Nem a Amarok, nem qualquer outro veículo utilizado durante o tempo que estive prefeito de Monteirópolis foram entregues com avarias. Muito pelo contrário, autorizei reparos em todos os que nos serviram para atender à população. Passei pouco tempo como gestor, mas tenho certeza que diante do que fiz, a cópia de uma chave de um carro seria um compromisso pequeno demais para ser deixado para a atual administração. Fui dedicado e responsável e não iria permitir que um fato pequeno como este pudesse servir de críticas ao meu governo”, finaliza Elisson Medeiros.



Fonte: Correio Notícia 



Share on Google Plus

About Canal Na Hora

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Inhapi Informes ou de seus colaboradores.