Após quase nove horas de protesto, indígenas liberam trecho da BR-423 em Delmiro Gouveia

Manifestação terminou depois que o Ministério da Saúde suspendeu portaria que revogava atos de gestão orçamentária e financeira da SESAI


Foi liberado o trecho da BR-423, em Delmiro Gouveia, que, desde o período da manhã desta quarta-feira (26), estava bloqueado por povos indígenas que protestavam contra mudanças no sistema de Saúde indígena. A liberação aconteceu por volta das 16h30.

Segundo uma integrante da comissão organizadora do manifesto, a liberação se deu após o Ministério da Saúde (MS) suspender a portaria 1.907, de 17 de outubro deste ano, que revoga outra portaria, a 475, de 16 de março de 2011, que delegava à Secretaria Especial de Saúde Indígena (SESAI) atos de gestão orçamentária e financeira.

A referida portaria, dentre outros assuntos, era o principal motivo da manifestação nacional, que em Alagoas também foi realizada na BR-101, entre os quilômetros 20 e 248, respectivamente, nos municípios de Joaquim Gomes e Porto Real do Colégio.

Ainda de acordo com a integrante, participaram da manifestação cerca de 400 índios das etnias Katokinn, Geripancó e Karuazú da cidade de Pariconha, Kalankó de Água Branca e Koiunpanká de Inhapi.

A rodovia estava bloqueada com galhos de árvores, pedaços de madeira e pneus em chamas, o que provocou filas quilométricas de veículos nos dois sentidos. Agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF/AL) acompanharam as manifestações.


Fonte: Correio Notícia 
Share on Google Plus

About Canal Na Hora

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Inhapi Informes ou de seus colaboradores.