Com Câmara de Vereadores fechada, vice-prefeito de Canapi é empossado no "meio da rua"

Presidente da Câmara diz que posse é ilegal da forma que aconteceu e que aguarda comunicado oficial para fazê-la corretamente



Com o afastamento do prefeito de Canapi, Celso Luiz, determinado na última sexta-feira (29) pelo juiz da comarca de Mata Grande, João Dirceu Soares, por suspeita de desvio de recursos públicos, o vice-prefeito Genaldo Soares Vieira, mais conhecido como “Vieira do Povão”, assumiu a prefeitura nesta quarta-feira (3).

Apesar da Câmara de Vereadores do município estar fechada, “Vieira do Povão” assumiu o cargo no meio da rua e na presença dos vereadores Hélio Maciel Sousa Fernandes, mais conhecido como "Té de Zequinha", Aluísio Antônio da Silva e José Salvador dos Santos, popular "Zé de Abdias".

“Toda sociedade estava ansiosa por esse momento. Vamos dar continuidade às questões que estão paradas. Iremos fazer com que Canapi funcione de verdade e 100% dentro da Lei”, disse Vieira.

Ao ser questionado sobre a relação com Celso Luiz, Vieira do Povão disse que não tem nada contra ele. “Não tenho nada contra Celso e nem com alguém de Canapi. Não queria que ele se afastasse, mas já que isso ocorreu irei fazer meu papel de vice-prefeito”, disse.

Em contato com a reportagem do Correio Notícia, o presidente da Câmara de Vereadores, Luciano Malta, disse que a posse do vice-prefeito como prefeito foi ilegal, uma vez que não tem a assinatura do termo de posse e nem o quórum necessário. "Será dada a posse, mas de maneira correta. Estou aguardando o comunicado oficial da Justiça sobre a decisão", disse.

Malta adiantou que já foi contactado por um oficial de Justiça e que, ainda nesta quarta-feira (3), deverá receber a intimação da Justiça para dar posse ao vice-prefeito. "Assim que receber o documento, irei convocar uma sessão extraordinária, o que deverá acontecer tão logo", disse.


Fonte: Correio Notícia
Share on Google Plus

About Canal Na Hora

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Inhapi Informes ou de seus colaboradores.