Índices de crimes de homicídio caem 48,3% na capital alagoana de 2014 a 2016


De janeiro a junho, foram 420 registros em 2014 contra 217 neste ano

O primeiro semestre de 2016 terminou com resultados representativos no combate à violência em Alagoas. De janeiro a junho, a capital Maceió registrou uma queda de 48,3% nos números de Crimes Violentos Letais e Intencionais (CVLI) quando comparado o mesmo período dos anos de 2014 e 2016. O balanço foi apresentado pelo governador Renan Filho, nesta segunda-feira (4), na sede da Secretaria de Segurança Pública (SSP).

Na prática, a redução na capital alagoana significa um total de mais de 200 vidas salvas neste período, o que representa uma queda de 420 para 217 no número de crimes. Ao contrastar com os dados dos anos de 2013 e 2014, as respostas no segmento são ainda mais significativas, uma vez que, em menos de dois anos de gestão, os índices caíram quase que pela metade saindo de 434 crimes assinalados em 2013 para 217 CVLIs, em 2016.

A presença intensa de mais efetivos policias nas ruas, assegurada por meio da convocação de 800 homens da reserva técnica da Polícia Militar, foi um dos elementos apontados pelo governador como essenciais na construção de uma nova Segurança Pública em Alagoas. As mudanças, que podem ser vistas agora em números, refletem o sentimento de confiança e proteção da população.


(Foto: Agência Alagoas)
“Em 2015, Maceió foi a capital que mais reduziu violência em todo o país. Este ano, em apenas seis meses, já alcançamos uma forte queda nos índices de CVLI e agora temos uma meta importante a ser perseguida: tirar a capital do ranking das dez cidades mais violentas do Brasil. Será um marco histórico para Alagoas. A Segurança Pública vive, inegavelmente, um novo momento, fruto de um trabalho desenvolvido de forma conjunta em todo o Estado”, avalia Renan Filho.
Fortalecimento do interior
Inserindo no cenário macro estadual, os dados também apontam para o desenvolvimento de um ambiente de bem-estar e mais segurança para a população. Já nos primeiros seis meses de 2016, o índice de CVLI apresentou uma queda de 22,9% quando se comparado aos resultados do primeiro semestre de 2014, o que representa um aumento de 274 vidas preservadas neste período.
“Nossa meta é levar este resultado expressivo alcançado por Maceió também para o interior do Estado. O próximo passo é focar na região do Agreste, sobretudo, na cidade de Arapiraca, sempre buscando reinventar as ações de Segurança Pública e nossa capacidade de trabalhar de forma integrada. É fundamental que exista a vontade de fazer acontecer e apoiado nisto enfrentados o desafio de criar condições adequadas para espalhar os indicadores por toda Alagoas”, destaca o governador.

Fonte: Tribuna Hoje

Share on Google Plus

About Canal Na Hora

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Inhapi Informes ou de seus colaboradores.