Corte no fornecimento de energia deixa mais de 900 alunos sem aulas em Monteirópolis

Prefeitura alegou que Eletrobras descumpriu acordo de parcelamento de dívida herdada da gestão passada e entrou na justiça para obter retorno da energia.



Mais de 900 alunos da Escola Municipal Professora Ivone Mendes Silva, a maior de Monteirópolis, ficaram sem aulas por três dias na semana passada devido ao corte no fornecimento de energia para a instituição. 

A energia foi suspensa por técnicos da Eletrobras Distribuição Alagoas na última quarta-feira (27) e restabelecida no começo da noite da sexta-feira (29), após uma decisão judicial que aplicava uma multa de mil reais por dia de descumprimento da ordem.

A informação foi repassada pelo assessor jurídico da Prefeitura de Monteirópolis, Andrés Felipe, que ingressou com uma ação cautelar pedindo o restabelecimento do fornecimento de energia para o prédio da escola. Segundo ele, há, sim, uma dívida da Prefeitura com a Eletrobras que foi deixada pela gestão passada.

“Porém, existe um acordo de pagamento parcelado dessa dívida. Esse acordo vem sendo honrado pela Prefeitura, mas que foi descumprido pela Eletrobras quando o corte foi feito. Não recebemos nenhum aviso, nenhuma notificação de que esse corte seria feito. Aproveito para agradecer ao site Correio Notícia pelo espaço para contarmos o que realmente ocorreu”, explicou o assessor jurídico Andrés Felipe, que enviou à reportagem cópias de comprovantes de pagamentos, com datas de 2014 e 2015, feitos à Eletrobras em razão do parcelamento da dívida. Os valores pagos em cada mês variam entre R$ 10 mil e R$ 27 mil.

A diretora da escola informou ao Correio Notícia que apelou aos técnicos da Eletrobras para que o corte não fosse feito, pois isso traria prejuízos aos alunos, que ficariam sem aulas, e, por outro lado, poderia estragar os alimentos da merenda que estavam estocados na instituição, mas o apelo não adiantou.

Essa não foi a primeira vez que prédios públicos de Monteirópolis tiveram a energia cortada devido à existência de dívidas. Em 2014, a sede da Prefeitura, uma quadra de esportes do município, uma creche e a Igreja de São Sebastião, padroeiro da cidade, também ficaram sem energia elétrica.


Fonte: Correio Notícia



Share on Google Plus

About Canal Na Hora

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Inhapi Informes ou de seus colaboradores.