Lobista aceita fazer delação sobre máfia da merenda tucana

O lobista Marcel Ferreira Julio disse nesta sexta (1º) que aceitou o acordo de delação premiada na operação Alba Branca e mencionou à Polícia Civil a ligação de políticos com foro privilegiado no caso.






O lobista Marcel Ferreira Julio disse nesta sexta (1º) que aceitou o acordo de delação premiada na operação Alba Branca e mencionou à Polícia Civil a ligação de políticos com foro privilegiado no caso. O depoimento de Marcel, filho do ex-presidente da Assembleia Legislativa Leonel Julio, era o mais aguardado dos presos nesta semana na segunda etapa da operação, que apura o pagamento de propina em contratos superfaturados de merenda com o governo de Geraldo Alckmin (PSDB).

A Coaf (Cooperativa Orgânica Agrícola Familiar) é apontada como responsável pelo esquema conhecido como máfia da merenda. Marcel é considerado o elo entre a Coaf, a Assembleia, o governo e prefeituras.

Ao deixar a delegacia de Bebedouro após quatro horas de depoimento, Marcel disse estar "cooperando" com as investigações e confirmou ter aceito o acordo de delação.

Na primeira fase da operação, dirigentes da Coaf apontaram como beneficiários do esquema deputado Fernando Capez (PSDB), presidente da Assembleia Legislativa, e os deputados federais Baleia Rossi (PMDB) e Nelson Marquezelli (PTB), além do deputado estadual Luiz Carlos Godim (SD).


Fonte: Tribuna Hoje


Share on Google Plus

About Canal Na Hora

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Inhapi Informes ou de seus colaboradores.