Ação das polícias Civil e Militar resulta na prisão de suspeito de homicídio e assaltos em Inhapi

20151201050537Uma ação das polícias Civil e Militar, deflagrada na madrugada desta terça-feira (1), por volta de 1h30, em Inhapi, resultou na prisão de um jovem suspeito de homicídio e assaltos no município. O preso foi identificado como José Adailton da Silva Gomes, conhecido como “Dinho”, 18.

Uma equipe da delegacia distrital e uma guarnição do Pelotão de Operações Especiais (Pelopes) estavam realizando diligências em uma estrada de terra, que dá acesso ao povoado Promissão, quando se depararam com “Dinho”, conduzindo uma motocicleta, com um adolescente como passageiro.

Os dois rapazes foram abordados pelos policiais, que durante revista encontraram duas munições do calibre 38, em um dos bolsos de “Dinho”. O jovem e o menor foram levados para a Delegacia Regional de Polícia (1ª-DRP), sediada em Delmiro Gouveia.

Segundo o chefe de operações da delegacia distrital, Roberto Pena, o rapaz encontrado com munições já vinha sendo investigado pelo assassinato de um adolescente de 16 anos de idade, morto a tiros, no último sábado (28), em uma propriedade rural, a poucos metros da cidade.

Além disso, ainda de acordo com o agente policial, “Dinho” é apontado como integrante de uma quadrilha responsável por vários assaltos na região, inclusive a motocicleta com a qual foi encontrado, uma Honda Fan, de cor preta e placa não divulgada, é suspeita de ter sido utilizada em dois assaltos a estabelecimentos comerciais, ocorridos na cidade, nesta segunda-feira (30).

Na delegacia, o jovem negou envolvimento com os crimes que são atribuídos a ele, mas não explicou o motivo de estar portando munições de revólver e nem esclareceu o que estava fazendo junto com o menor aprendido, durante a madrugada.

“Dinho” ficou preso, a disposição da Justiça, e o adolescente que estava com ele foi liberado. Quem tiver qualquer informação que possa ajudar à polícia, pode ligar para o disque denúncia da Secretária de Estado da Segurança Pública (SSP), por meio do número telefônico 181, onde o nome do denunciante é preservado.

O sargento Henrique, comandante do Grupamento de Polícia Militar (GPM) do município, pede a conscientização das pessoas para participarem mais com denúncias. “A população precisa compreender que a denúncia é importante para a segurança pública no combate à criminalidade. É bom lembrar que nenhum denunciante tem o nome divulgado”, disse.

 
Share on Google Plus

About Inhapi Informes

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Inhapi Informes ou de seus colaboradores.