Criminosos encurralam policiais em companhia militar e explodem cofre de agência bancária em Mata Grande

11221898_442876099228972_409281969862396113_nO cofre principal da agência do Banco do Brasil, localizada na Avenida Ubaldo Malta, centro da cidade de Mata Grande, foi explodido por criminosos, durante a madrugada desta quinta-feira (12), por volta das 2h.

A reportagem apurou que mais de dez homens encapuzados e fortemente armados chegaram à cidade em veículos não identificados, uma parte do bando cercou a Companhia de Polícia Militar (3ª-Cia), enquanto outra invadiu a agência pela parte de trás, instalou bananas de dinamite no cofre e detonou.

A forte explosão destruiu o prédio da unidade bancária, que fica a cerca de 200 metros da companhia militar, onde dois policiais que estavam de plantão ficaram encurralados pelos bandidos. Vários disparos de arma de fogo foram efetuados ao esmo pelo bando. Não há registro de feridos.

Segundo testemunhas, a ação durou cerca de 15 minutos e depois os criminosos fugiram por uma estrada de terra que dá acesso à cidade de Inajá, em Pernambuco. Não há informação sobre o valor da quantia em dinheiro levada pelos bandidos.

Logo após a fuga do grupo criminoso, mesmo correndo o risco de serem vítimas de uma nova explosão, dezenas de moradores entraram em meio aos destroços do prédio da agência a procura de dinheiro. Eles ainda encontraram cédulas e cheques, mas boa parte tinha sido danificada pela explosão.

Guarnições do 9º Batalhão de Polícia Militar, sediado em Delmiro Gouveia, foram enviadas para a cidade para dar apoio nas buscas pela quadrilha. Uma caminhonete, de cor branca e placa OUI - 0451/Juazeiro – BA foi encontrada na zona rural de Canapi. Nela, os policiais encontraram 20 munições de carabina AR-15. Nenhum integrante do bando foi localizado até o momento.
Share on Google Plus

About Inhapi Informes

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Inhapi Informes ou de seus colaboradores.