Vereador apoiado por Celso Luiz é eleito presidente da Câmara de Inhapi

[caption id="attachment_4440" align="alignleft" width="300"]Foto: Blog Central do Sertão Foto: Blog Central do Sertão[/caption]

Foi eleita na manhã desta terça-feira (11) a nova mesa diretora que vai comandar a Câmara de Vereadores de Inhapi no biênio 2015/2016. O novo presidente da Casa é o edil José Edivan Alves de Menezes, conhecido como “Vaninho” (PMDB), que vai tomar posse do cargo no dia 1 de janeiro de 2015.

Antes da eleição antecipada, havia a especulação de que a chapa liderada por “Vaninho” iria disputar o comandado da Casa com seu irmão, o vereador Wellington Petrônio Menezes Freire (“Morcego - PT), mas o parente e adversário político não conseguiu formar chapa para entrar na disputa.

Sem concorrente, a mesa proposta por “Vaninho” foi eleita pela votação de 7x3 para assumir o comando do Legislativo Municipal que atualmente é comandado pelo vereador Gilson Tenório (PMN). Dos 11 edis, Beto Malta foi o único que não votou.

A nova diretoria ficou da seguinte maneira: Vaninho – Presidente, Valter de Elias (PTN) – Vice-presidente, Gilson Tenório (PMN)– Primeiro secretário, Laércio (PT) – Segundo vice-presidente, Benzol (PSDB) – Segundo secretário e Divam Ferreira (PT) – Terceiro secretário.

Morador do povoado Promissão, “Vaninho” está em seu terceiro mandato e nunca tinha sido presidente do Legislativo que integra. Além de ser do mesmo partido, o político é um aliado fiel do prefeito de Canapi, Celso Luiz, de quem recebeu todo apoio para que fosse eleito.

Ciente das responsabilidades que serão acrescentadas ao seu ofício, “Vaninho” assegura que está preparado e que mesmo nunca tendo sido eleito para a função vai fazer uma gestão que vai ficar na história daquela edilidade. “Vamos dar continuidade ao trabalho do atual presidente e democratizar a Casa.“ Disse.
Share on Google Plus

About Inhapi Informes

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Inhapi Informes ou de seus colaboradores.