Canindé: Voluntários defensores do meio ambiente participam do movimento “Salve a Caatinga”

[caption id="attachment_825" align="alignleft" width="300" caption="Movimento Salve a Caatinga (Fotos: Genilson Santos)"]Movimento Salve a Caatinga (Fotos: Genilson Santos)[/caption]

Mais de 50 defensores do Meio Ambiente participaram nesta quinta-feira, 23, em Canindé de São Francisco, de um movimento de reflorestamento denominado “Salve a Caatinga”. O movimento teve como objetivo principal ajudar o bioma caatinga a se recuperar de um incêndio ocorrido há poucos meses, na localidade da Serra do Cruzeiro, próximo a Hidroelétrica de Xingó, em Canindé, onde uma grande área foi devastada.

 

Serviu também para conscientizar a população sobre a importância da preservação do bioma genuinamente brasileiro, o bioma caatinga.

 

A ação culminou com o plantio de mais de 700 mudas de plantas nativas, a exemplo de pau ferro, angico, aroeira, mulungu, mororó, ipê, catingueira e pinhão. As mudas foram doadas pela Chesf, através da sementeira, abrigada em piranhas/AL, e pelo “Instituto Vida Ativa” que, promove o plantio, doação e reflorestamento com espécies nativas, tudo produzido em sementeiras próprias.

 

O secretário de Gestão Governamental e do Meio Ambiente da Prefeitura de Canindé, Kaká Andrade, e a diretora do Dema/Canindé, Veranúbia Avelino, fizeram questão de dar sua parcela de contribuição e puseram a mão na massa, plantando e carregando as mudas sobre a serra para serem plantadas.

 

O movimento “Salve a Caatinga” foi coordenado pelo Departamento de Meio Ambiente da Prefeitura de Canindé – Dema/Canindé e a acompanhamento do engenheiro florestal Fábio Andrey, também contou com o apoio de integrantes do grupo “Unidos Pelo São Francisco”, do Instituto Vida Ativa, Trilheiros do Sertão, Brigadistas de Combate a Incêndios Florestais, SEFAC /MST, Secretaria Municipal de Turismo, rádio Xingó, Chesf/Sementeira, MFTur e CRAS/Pro – Jovem.

 

A próxima ação do movimento está marcada para o próximo mês em um dos assentamentos do MST no município.
Share on Google Plus

About Inhapi Informes

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Inhapi Informes ou de seus colaboradores.