Alagoas representa o Brasil no Festival Latino-Americano





[caption id="attachment_729" align="alignleft" width="300" caption="Geovana Clea"]Geovana Clea[/caption]



“Brasil - Itália: A Arte do Encontro”. Foi assim que a artista plástica alagoana, Geovana Cléa, denominou a amostra de arte contemporânea que está sendo realizada no Pavilhão das Nações do Festival Latino Americano Expo, em Milão, na Itália.

 

O festival, que é realizado há 21 anos com o intuito de apresentar, transmitir e promover a cultura latino-americana na Europa, conta este ano com a presença da artista alagoana como curadora da amostra, que unida a outros sete artistas, entre brasileiros e italianos, deram vida a um projeto que visa, sobretudo, celebrar a irmandade entre os dois países, aproveitando a oportunidade de este ser o ano da Itália no Brasil. “O projeto nasceu a partir de uma necessidade pessoal de dar uma contribuição à sociedade onde vivo atualmente, a Itália, servindo como referência aos meus compatriotas, lançando uma mensagem positiva através da cultura. A arte do encontro representa um grande abraço entre as duas nações” – afirma.

 

Além da modalidade arte visual, exposta pela pintora, outros campos artísticos compuseram a amostra,representados pelos demais artistas convidados: Música - Maurizio Sesenna; Escultura - Jean Blanchaert; Arte digital - Mônica Martins; Desenho e poesia - Andrea Jacchia; Fotografia - Rosemary Esteter e Paolo De Bastiani; Instalação e vídeo - Leda Maria.

 

Diante das questões diplomáticas que envolvem Brasil e Itália atualmente, Geovana Cléa afirma ter sido um desafio conseguir levar adiante o projeto, já que a amostra chegou a ser cancelada uma vez pela falta de apoio do munícipio de Milão. “Foi uma pena, mas segui adiante, confiei no projeto e consegui realizá-lo. Arte e cultura não podem jamais ser misturadas com questões políticas. A arte é uma nobreza que permanece eternamente.” - pontua, referindo-se ao caso Battisti,que expõe o Brasil um alvo de críticas ferozes na Itália.

 

Geovana Cléa assegura que esse é um grande projeto de nível social, uma vez que busca a integração entre brasileiros residentes na Itália e italianos residentes no Brasil. Para a pintora, ainda existe muita discriminação e o evento se apresenta como um grito que pede encarecidamente para que o respeito possa prevalecer independentemente de qualquer indiferença. “Apesar da infeliz realidade com relação ao mercado de turismo sexual existente no Brasil, existem brasileiros empenhados, de fato, em fazer algo importante e que ficará como exemplo” – desabafa.

 

Quando está fora de seu país de origem, Geovana faz questão de enaltecer e levar o nome do Brasil, principalmente do estado de Alagoas e da sua cidade natal, Inhapí, em todas as amostras de arte e cultura que participa. O projeto idealizado pela artista alagoana tem sido visado pela mídia internacional e vem sendo publicado nos principais jornais de circulação da Itália e na Europa, entre eles, a renomeada revista do Vaticano, Famiglia Cristiana. “É um prazer levar o nome do meu país, do meu estado e da minha cidade sob a forma de arte. É uma modo de propagação de amor e é isso que me faz feliz”.

 

Estiveram presentes no evento, além da presidente da Unicef de Milão, autoridades, jornalistas e intelectuais milaneses. A amostra segue até o dia 25 de junho e ao término, os artistas brasileiros envolvidos no projeto irão doar uma obra à Unicef que serão revertidas em doações para instituições de caridades no Brasil.

 

Ao todo, Geovana Cléa já participou de 4 amostras em conjunto com outros artistas e 29 individuais. Atualmente, faz parte da Galeria Colorida de Lisboa, em Portugal; Galeria Piacentina Rosso Tiziano, na Itália; Ward Nasse Gallery, em Nova Iorque. Suas obras exaltam fortemente suas raízes. “A arte é a força que eu preciso para expressar o meu eu, a minha existência e a nostalgia de viver longe dos sabores da minha infância” - afirma.

 

A abertura da amostra foi um sucesso. E prova que Alagoas é capaz de mostrar, em grande estilo, o talento de seus conterrâneos aos estrangeiros. ''Brasil - Itália: A Arte do Encontro'' carrega consigo a clara mensagem de respeito e tolerância entre dois povos que já têm uma história muito antiga e que por isso mesmo, merece ser evidenciada.” – conclui.

 
Share on Google Plus

About Inhapi Informes

    Blogger Comment
    Facebook Comment

1 comentários:

  1. vai popa n vou ta por la mas desejo a todos uma otima festa>><<<><::::

    ResponderExcluir

Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Inhapi Informes ou de seus colaboradores.