"Se fosse melhor administrado, orçamento poderia proporcionar melhor reajuste"

Durante a sessão ordinária realizada na tarde desta terça-feira (17) na Assembléia Legislativa de Alagoas (ALE) o deputado Judson Cabral (PT) criticou a execução orçamentária pelo Governo do Estado. O petista acredita que os recursos poderiam proporcionar um reajuste melhor ao funcionalismo público, caso fosse mais bem administrado.

O parlamentar afirmou que em 2009, as despesas com pessoal aprovada pela ALE foi de 50,96%, e o Governo teria gasto apenas 45,24%, não comprometendo os limites impostos pela Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF). E, segundo Judson, no ano passado a receita prevista foi de 5,7 bilhões, sendo que no termino do ano o Governo teria acumulado quase 20% a mais deste valor.

“Não adianta insistir neste discurso de coitadinho. Não há histórico de crise. A ultima foi em 2009”, disparou o deputado.

“O governador Teotonio Vilela (PSDB) precisa pegar esta balanço e apresentá-lo para a sociedade, mostrando a verdade”, continuou o Cabral.

Material gratuito
Judson afirmou ainda em seu discurso que o Governo teria gasto R$ 42 milhões com a distribuição de material gratuito. “Que materiais foram estes?”, indagou o deputado.

O deputado falou ainda sobre outros gastos e cobrou o parecer técnico do Tribunal de Contas de Alagoas (TC).
Share on Google Plus

About Inhapi Informes

    Blogger Comment
    Facebook Comment

1 comentários:

Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Inhapi Informes ou de seus colaboradores.